DONATE

Carta aberta para Sandra Lorenzano, UCSJ

Carta aberta para Sandra Lorenzano, UCSJ


16 de março de

2012
Vice-Reitora Sandra Lorenzano
Universidad del Claustro de Sor Juana
Izazaga 92, Centro Histórico
México D.F., México
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Dra. Lorenzano,

Sentimo-nos obrigados—nesta data em que o 8o Encuentro do Instituto Hemisférico deveria estar sendo iniciado na Universidad del Claustro de Sor Juana (UCSJ)—a expressar publicamente a nossa indignação diante do abrupto cancelamento do evento por parte da UCSJ, o qual nos foi comunicado via e-mail no dia 7 de dezembro. Menos de quatro meses antes do Encuentro, a sua justificativa para essa desistência foi um argumento dúbio relativo a questões de ‘segurança’. No entanto, inúmeros eventos internacionais continuam ocorrendo na Cidade do México. Seria difícil não suspeitar que esse ato irresponsável tenha sido decorrente de uma decisão por parte da UCSJ de ceder a pressões políticas, de sucumbir diante do temor ao debate aberto e à crítica. Estamos consternados pelo modo como a UCSJ contrariou, com essa atitude, todo e qualquer comprometimento para com as noções e práticas de liberdade artística e intelectual, sem o qual nenhuma instituição acadêmica merece tal denominação.

Além de renegar os princípios mais básicos da produção intelectual e cultural, o cancelamento resultou em danos substanciais (tanto financeiros quanto de outros recursos) não apenas para o Instituto, mas também para as diversas organizações que integram a nossa rede e também para centenas de pessoas que tinham sido convidadas ou aceitas como participantes do evento. Quem responderá por isso?

No nosso caso, esses danos incluem mais de um ano de trabalho da nossa equipe, os custos do formulário de inscrição online e de múltiplas viagens de planejamento para a Cidade do México, bem como milhares de dólares em multas pelo cancelamento das nossas reservas de hotel, dentre outras. Se tivéssemos que quantificar o total desses custos, chegariam a US$60.000 facilmente, o que constitui um lamentável desperdício de dinheiro, dados os imensos esforços de todos aqueles que participam da nossa rede para sustentar os seus empreendimentos artísticos, intelectuais e políticos. Quem responderá por isso?

O cancelamento do evento resultou ainda em danos significativos para muitos outros. Dúzias de participantes já haviam comprado as suas passagens aéreas. Muitas das nossas instituições membro tinham reservado recursos para patrocinar a participação dos seus estudantes e professores no evento durante este ano fiscal—recursos estes que, em muitos casos, serão perdidos. Quem responderá por isso? Inúmeros artistas que tinham recebido bolsas de estudo e estruturado complexos itinerários a fim de participar do evento foram obrigados a reembolsar verbas e cancelar compromissos relacionados. Em alguns casos, perderam a sua elegibilidade de concorrer a esses recursos no ano seguinte. Estes ‘custos de oportunidade’ para aqueles que tinham planejado participar do evento não são, de modo algum, insignificantes. E não podemos deixar de levar em conta também as várias horas e dias de trabalho despendidos pelos coordenadores dos grupos de trabalho, pelas equipes curatoriais e pelos mais de 1.200 candidatos que preencheram os formulários de inscrição e nos submeteram as suas propostas. Quem responderá por isso?

As ações da Universidad del Claustro de Sor Juana demonstram claramente uma falta de profissionalismo, bem como uma falta de respeito ao trabalho de instituições e indivíduos de firme compromisso artístico, intelectual e político. O prejuízo à reputação da UCSJ não será facilmente remediado.

Sem nada mais a acrescentar,

Diana Taylor
Diretora, Instituto Hemisférico de Performance e Política
Professora, Departamentos de Estudos de Performance e Espanhol
New York University