DONATE

Fulana

Fulana

Fulana

Fulana é um coletivo de mídia latino da cidade de Nova Iorque, fundado no ano 2000 por Marlène Ramírez-Cancio, Lisandra Ramos-Grullón, Andrea Thome e Cristina Ibarra. Enfocando a cultura popular e usando a paródia e a sátira como ferramentas de crítica, os falsos comerciais, vídeos musicais e peças de ação direta do Fulana exploram temas relevantes para as culturas latinas nos Estados Unidos, fazendo experiências com estratégias para gerar visibilidade ao que frequentemente precisamos ler nas entrelinhas. A estética bilíngue do Fulana, que vai do kitsch (brega) acessível via cabo ao tinsel da Univisión, é uma resposta ao modo como as ideologias e identidades nos são promovidas e vendidas – e como nos vendemos – através dos meios de comunicação de massa. Os membros fundadores redigem, dirigem, produzem e atuam nos vídeos do Fulana, que já foram exibidos internacionalmente em festivais, instituições e galerias de arte, incluindo a Bienal de Havana de 2009; o Exit Art, na cidade de Nova Iorque; a Galería de la Raza em San Francisco; e o Museo de Arte Contemporáneo (MACO) em Oaxaca. Os projetos de vídeo e de ação direta do Fulana estão disponíveis online através do site fulana.org, facebook.com/fulanation, YouTube e MySpace. Eles encontram-se também historicamente preservados nas coleções permanentes do Centro Cultural Pablo de la Torriente Brau em Havana, Cuba e na Bilioteca Digital de Vídeo do Instituto Hemisférico, da New York University. Encorajando os jovens a exercitar o raciocínio crítico através da paródia, o Fulana ministra oficinas em universidades por todos os Estados Unidos, como a Yale University, o Dartmouth College, a Rutgers e a New York University. O nome "Fulana" – derivado da palavra árabe para "qualquer um" – é um termo popular em espanhol e português que refere-se a uma "pessoa imaginária ou indeterminada", tal como "Jane Doe" ou "so-and-so" em inglês.

www.fulana.org | Contate o artista

Sobre os direitos autorais: Os materiais da Biblioteca de Vídeo Digital do Instituto Hemisférico são protegidos por direitos autorais. Eles não podem ser copiados, baixados ou reproduzidos de nenhuma maneira. Os detentores dos direitos sobre esses materiais cederam às Bibliotecas da NYU o direito não-exclusivo de incluir esse material na Biblioteca de Vídeo Digital do Instituto Hemisférico e de disponibilizá-lo para o público para fins educacionais e de pesquisa. Pedidos de compra ou uso dos trabalhos devem ser dirigidos aos proprietários dos direitos autorais.