O Rei da Vela

OSWALD DE ANDRADE (BRAsIL, 1934)

TRADUÇÃO DE ANA BERNSTEIN e SARAH J. TOWNSEND


Esta estridente peça do mais notório e vanguardista escritor brasileiro ajudou a dar início ao movimento de contra-cultura da Tropicália quando teve sua estreia (atrasada) em 1967. O personagem principal, Abelardo, é um agiota que mantém seus clientes numa gaiola sob a supervisão de seu assistente, Abelardo II, um socialista que se veste como domador de leões a carregar seu chicote. Sua noiva, Heloise de Lesbos, vem da artistocracia rural, embora sua família tenha decaído devido ao colapso da economia do café em São Paulo. Juntando-se a este esquisito trio, está um elenco variado que inclui um abjeto intelectual chamado Pinote, um fascista chamado Perdigoto e um banqueiro norte-americano que possui uma carta trunfo.

Get the Flash Player to see this player.