Definindo o Indigenismo

enc05_defining_indigeneity_jp_LgPhoto/ Foto: Julio Pantoja

Participantes
: Beverly Singer (USA), Luis Millones (Peru), Kent Monkman (Canadá), Ailton Krenak (Brasil).

Moderadora: Ivete Walty, PUC/MG/Brasil

Biographies

Beverly R. Singer é de Santa Clara Pueblo, Novo México. Ela é uma premiada documentarista cujas produções de vídeo exploram o assunto de revitalização cultural em comunidades Indígenas Americanas. Ela é Professora Associada de Estudos Indígenas e de Antropologia e foi diretora do Centro Alfonso Ortiz de Estudos Interculturais na Universidade do Novo México. Singer trabalhou na cidade de Nova Iorque como especialista em programas públicos com o Museu do Filme Indígena Americano e Centro de Vídeos, e ensinou na Escola de Design Parsons e na Universidade Estadual Politécnica da Califórnia. Ela recebeu seu Ph.D. em Estudos Americanos na Universidade do Novo México; mestrado em Administração na Universidade de Chicago; graduação em Psicologia do Bem Estar Social na Faculdade de Santa Fé; e, ainda, treinamento de filmagem no Centro de Filmes Antropológicos em Santa Fé.

Luis Millones: Destacado antropólogo e historiador das culturas andinas, autor de numerosas obras sobre estes temas, estuda atualmente a condição de "ser índio" no Peru. Para isso, toma, como é inevitável, uma perspectiva histórica, pois, sem um conhecimento do que ocorreu no passado, o presente é incompreensível. A relação entre etnias, e, em geral, os efeitos do genocídio que significou a ocupação européia da América são similares em outras partes do continente, mas na América do Sul tem uma intensidade particular no Peru, pelo papel que sua civilização original tinha, não somente entre os incas mas em outros grupos cuja hegemonia lhes foi anterior.

Kent Monkman é diretor de filmes e artista plástico que começou sua exploração das artes como pintor. Suas pinturas têm sido expostas em galerias no Canadá, nos Estados Unidos e no México. Sua notável formação plástica é visível no vídeo premiado de dança experimental que ele dirigiu: A Nation is Coming, com o coreógrafo e dançarino Michael Greyeyes. Kent é Canadense e Inglês/Irlandês. Ele é membro da Fisher River Band no norte de Manitoba.

Ailton Krenak é uma liderança indígena reconhecida dentro e fora do Brasil. Fundador do Núcleo de Cultura Indígena, participou intensamente de todo o processo de elaboração do Texto Constitucional de 1988. Criou e dirigiu o Centro de Pesquisa Indígena e o Núcleo de Direitos Indígenas. Esteve à frente da Embaixada dos Povos da Floresta, centro cultural em São Paulo que reuniu povos indígenas e extrativistas da Amazônia, divulgando a cultura e o conhecimento dos povos tradicionais do Brasil. Recebeu, por sua luta em defesa dos povos indígenas, os prêmios "Direitos Humanos Lettelier-Moffit" e "Homem e Sociedade", da Fundação Onassis. Hoje atua como Assessor para Assuntos Indígenas do Governo do Estado de Minas Gerais.

Ivete Lara Camargos Walty: Coordenadora e professora do Programa de Pós-graduação em Letras da PUC Minas. Professora aposentada da Faculdade de Letras da UFMG. Doutora em Teoria literária e Literatura comparada pela USP. Pesquisadora do CNPq. Entre suas publicações, encontra-se o ensaio “Future’s memory: native peoples’ voices in Latin America’s society” – In: Camayd-Freixas, Erik & González, José Eduardo. Primitivism and Identity in Latin America. Tucson: Arizona University Press, 2000.