Patrimônio Imaterial: Manual sobre Eventos Festivos, Rituais e Práticas Sociais

enc05_intangible_heritage_jp_LgPhoto/ Foto: Julio Pantoja

Participantes: Lourdes Arizpe (México), Diana Taylor (USA), Gisela Cánepa Koch (Perú), Rangihiroa Panoho (Nova Zelândia).

Moderadora: Prof. Leda Martins (Brasil)

Biografias

Lourdes Arizpe é presidente do Conselho Internacional de Ciências Sociais (ISSC) e professora da Universidade Nacional do México (UNAM). Ela foi membro da Comissão de Cultura e Desenvolvimento das Nações Unidas e diretora do Relatório Mundial de Cultura publicado pela UNESCO. Recebeu bolsas da Fullbright e Guggenheim para fazer pesquisas na Índia, Bangladesh e Senegal. Foi fundadora da primeira revista mexicana feminista, FEM, e atuou no desenvolvimento de organizações e programas de mulheres internaionais. Foi coordenadora do Curso do Instituto Hemisférico com o tema "Globalization, Migration and the Publish Sphere" (Globalização, Migração e esferas públicas/esferas de publicações), no Centro Regional de Investigações Multidisciplinares (CRIM) no México em 2002.

Diana Taylor é professora de Estudos sobre Performance e espanhol na Universidade de Nova Iorque e Diretora do Instituto Hemisférico de Performance y Política. Ela é autora dos seguintes livros: Theatre of Crisis: Drama and Politics in Latin America (1991), Disappearing Acts: Spectacles of Gender and Nationalism in Argentina’s "Dirty War" (1997) e The Archive and the Repertoire: Performing Cultural Memory in the Americas (2003). Editou e co-editou numerosos livros sobre performance, tais como: Stages of Conflict: a Reader of Latin American Theatre and Performance (2004), Holy Terrors: Latin American Women Perform (2003, co-editado com Roselyn Costantino), Defiant Acts: Four plays by Diana Raznovich (2002) e Negotiating Performance: Gender, Sexuality, and Theatricality in Latin/o America (1997, com Juan Villegas).

Gisela Cánepa Koch é coordenadora da área de Antropologia no Departamento de Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica do Peru. Obteve sua licenciatura em Antropologia nesta mesma instituição e o doutorado em Antropologia na Universidade de Chicago, Illinois (EUA). Obteve as bolsas Century Fellowship da Universidade de Chicago, da Wenner-Gren Foundation e do Consejo Latino Americano de Ciencias Sociales – CLACSO. É autora de Máscara, Transformación e Identidad en los Andes (Lima: PUP, 1998) e editou Identidades Representadas: performance, experiencia y memoria en los Andes (Lima: PUC, 2001). Dirigiu quatro documentários para a série de Video-Etnográficos do Centro de Etnomusicología Andina da PUCP e o CD-ROM Multimídia Música y ritual en los Andes peruanos (Lima: PUCP, 2001).

Dr. Rangihiroa Panoho: Te Parawhau & Te Uriroroi Afiliações Tribais. Palestrante em Arte Mäori e História da Arte. Universidade de Auckland, Aotearoa, Nova Zelândia. T_nä ra koutou katoa – "estimadas saudações a todos". Panoho tem estado fortemente envolvido na apresentação e interpretação do material cultural Mäori e do Pacífico nos termos de sua continuidade. Este seu longo envolvimento inclui duas teses pioneiras, uma variedade de publicações, palestras e exibições tanto locais quanto internacionais e um livro sendo publicado pela Auckland University Press. Muitos de seus trabalhos atuais valorizam o fluxo criativo das artes indígenas e não tanto seus padrões estabelecidos dentro de vários discursos. Ele está profundamente preocupado com a forma pela qual a arte tribal está constantemente sendo incorporada à retórica do nacionalismo, aparecendo em museus e em atuais estruturas ideológicas dentro das humanidades.

Leda Martins: Poeta, é professora dos cursos de Letras e Artes Cênicas da UFMG e do programa de pós-graduação em Letras da FALE/UFMG. No ano de 2000, fez o pós-doutorado em Teorias da Performance na New York University. Em 1991, fez o doutorado em Literatura Comparada na UFMG e, em 1981, o Master of Arts na Indiana University. Autora de vários livros, tem ensaios e poemas publicados nos Estados Unidos, França e Inglaterra, além de vários artigos e capítulos de livros publicados no Brasil. Entre seus livros destacam-se O Moderno Teatro de Qorpo Santo, Editora UFMG/1991; A Cena em Sombras, Editora Perspectiva/1995; Afrografias da Memória, Editora Perspectiva/1997; Os Dias Anônimos, Editora Sette Letras/1999. Este ano, lançará Performances do Tempo Espiralar, em preparação.