Fronteiras performáticas: tráfico de identidade e maquila de memória

Convocante: Javier Serna

A região geográfica do nordeste mexicano construiu o perfil cultural que a distingue a partir das influências dos diferentes grupos étnicos que ali habitaram durante os grandes períodos históricos hoje claramente diferenciados: O período colonial (Séculos XVI, XVII, XVIII e XIX) que documenta a presença, na região, de espanhóis, portugueses, africanos, nahuas tlaxcaltecas e chichimecas; e o período independente (Séculos XIX, XX e XXI) que documenta a presença ostensiva de espanhóis, norte-americanos, franceses, italianos, alemães, judeus, palestinos; sem dúvida, deixou-se fora uma influência fundamental: a do mundo cultural pre-hispânico considerado "bárbaro".

A paisagem cultural do lugar abriga, revela e evidencia, através da performance de seus habitantes e de sua produção simbólica(visíveis e invisíveis) tais presenças e correspondências nas práticas culturais tanto tangíveis como intagíveis. As tradições, costumes, gostos, preferências, rechaços, aceitações e comportamentos que podem ser lidos nos objetos culturais que se produzem na região são evidências que revelam a transferência e o tráfico do dito transfundo cultural referido.

FRONTEIRAS PERFORMÁTICAS propõe fazer uma defesa vigorosa contra a norma "regularizadora" de identidades, resgatando a memória cultural do período pré-colombino revelado na prática cultural no presente, e exigindo seu direito a um exercício político cidadão.

Formato

O formato é de uma apresentação curta e pode-se ter como ilustração o uso de vídeo ou slides.

Biografia

Javier Serna é Professor-pesquisador de Estudos Teatrais e Práticas Culturais no departamento de Teatro da Facultade de Filosofía e Letras da Universidad Autónoma de Nuevo León. Suas publicações incluem "El teatro al fin de la modernidad" na La Enciclopedia de Monterrey e a coordenação da seção "República del teatro" na Paso de Gato, uma revista mexicana de teatro. Diplomado do Drama Center London, Serna tem também um mestrado em Antropologia Filosófica pela Universidad Autónoma de Nuevo León e um doutorado em Estudos da Performance pela New York University.

 

Participantes
Diego Fabian Arévalo Viveros 
Javier Serna
João Gabriel Teixeira 
María Firmino-Castillo 
Tania Correa