Print this page

Visualidade e Performance

Convocantes: Jill Lane e Nicholas Mirzoeff

 

Há bastante tempo, artistas e profissionais cruzam as fronteiras entre a performance, as artes visuais e a cultura e, em particular, através da longa história da performance e da arte-instalação. Os acadêmicos, no entanto, somente há pouco, começaram a refletir sobre o cruzamento e a emergência comparável dos estudos da performance e dos estudos visuais dentro do academicismo. Ambos os campos retiram da estética e da teoria política e social para estudarem como a cultura visual e do corpo participam numa variedade de contextos sociais—inclusive a cultura popular, a religião, a política e a arte. Ambos tendem a perguntar o que a performance e o visual fazem nestes contextos— como mantêm, rompem ou mudam as normas das esferas públicas. Para os estudos da cultura visual e da performance, o objeto de questionamento é o evento.

Este grupo de trabalho tem como objetivo iluminar métodos e preocupações compartilhados com um enfoque especial sobre a produção da esperança e futuridade, entendidos como produtos de uma temporalidade complexa. Visualidade, como prática discursiva, há muito tem se preocupado com o visualizar da história, enquanto que a memória tem tido um papel central nos estudos da performance. Se os direitos forem contestados precisamente por não serem retidos, como os pedidos de direitos podem ser encenados e materializados? Pode o ato de encenar visualidade expressar, estender ou contestar discursos do futuro? Qual, para usar a frase de Jacques Rancière, é o futuro da visualidade e para quem? Como pode a inflexão sobre o que Andreas Huyssen chama de "passado presente" ser alterada para "presente futuro" e que papel a "esperança" tem nesse processo? Quais passados foram retomados para se reimaginar?

Ativistas políticos, acadêmicos(as), críticos(as) e performers são bem-vindos(as) para participar do grupo.

Biografias

Jill Lane é Professora Associada de Espanhol e Português na New York University, é co-editora juntamente com Marcial Godoy-Anativia de emisférica, e autora de Blackface Cuba, 1840–1895 (2005).

Nicholas Mirzoeff é Professor de Mídia, Comunicação e Cultura na Universidade de Nova York. É autor de Watching Babylon: The War in Iraq and Global Visual Culture (2005) e An Introduction to Visual Culture: Second Edition (2009).

 

Participantes
Alice Joan Saab
Brian Goldfarb
Carla Melo
Cindy Bello
Elaine Peña
Esther Gabara
Jennifer Cayer
Jill Lane
Kaitlin McNally-Murphy
Laura Vargas
Marta Cabrera
Nicholas Mirzoeff