Declaração do Grupo de Trabalho Desability Performance

Declaração do Grupo de Trabalho Desability Performance PHOTO/FOTO: Laura Bluher

dm performingdisability enc14 003 570pxPHOTO/FOTO: Laura Bluher

Declaração do Grupo de Trabalho Desability Performance

Nós, Grupo de Trabalho Desability Performance, estamos profundamente agradecidos pela conversação que tem emergido desde nossa ação na Sala Rossa. Gostaríamos de reconhecer o empenho dos organizadores para o diálogo e a solidariedade dos artistas envolvidos nas Trasnocheos e outros participantes do Encuentro.

No primeiro dia em que nos encontramos, ficamos chocados com o fato de que um dos principais locais do Encuentro era inacessível e, além disso, por não ser comunicado no programa. Em resposta, vários membros do nosso grupo tentaram subir as escadas da Sala Rossa para fazer evidente e inevitável a inacessibilidade do espaço. Inacessibilidade é uma violência diária, apoiada por uma cultura de habilitismo, encontrada por pessoas vítimas de deficiência e seus companheiros, principalmente em Montreal.

Como parte da ação, um “fundo para um elvador” ironicamente foi apresentado e, para nossa surpresa, os participantes, generosamente, doaram um total de $ 158, 45. Nós, por sua vez, vamos doar esse dinheiro para ativistas locais que vêm fazendo um trabalho importante para criação de uma Montreal mais acessível. Em solidariedade a este trabalho, estaremos circulando uma petição dirigida às autoridades municipais e provinciais, pedindo uma Montreal mais acessível.

Aos organizadores do Encuentro, nós aconselhamos veementemente:

  • Comunicação imediata e transparência para todos os participantes sobre a inacessibilidade de todos os eventos restantes no festival;
  • Uma declaração oficial na cerimônia de encerramento com um compromisso formal de acessibilidade a pessoas com deficiência e engajamento em festivais futuros;
  • Apresentação de uma declaração e petição sobre uma Montreal mais acessível destinada às autoridades municipais e provinciais;
  • Designação de um membro organizador oficial para acessibilidade em todas as futuras comissões organizadoras do Festival, com conhecimento específico em acessibilidade.
  • Eles não só garantirão a acessibilidade dos locais, mas também garantirão a comunicação livre de quaisquer obstáculos ainda existentes; Insistimos que a deficiência não deve ser tratada como um déficit pessoal a ser acomodado, mas como comunidades sistemicamente marginalizadas com ricas performances e histórias políticas.

Como tal, as futuras programações de performances devem incluir político-explicitamente disability performances. Nós convidamos a todos participantes e organizadores do Encuentro a considerar este momento como um ponto de aprendizado e tomar princípios radicais quando no retorno às suas comunidades de prática e responsabilidade. Reconte histórias sobre essa ação; contatos, fotos e recursos estão disponíveis em: mia.mobilities.ca em “Manifest”. 

Para mais informações entre em contato com Danielle Peers (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.), Baraka de Soleil (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.) ou Laurence Parent (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.).

Assinado, Grupo de Trabalho Disability Performance

Additional Info

  • Lugar de apresentação: Concordia University, Engineering and Visual Arts Building
  • Data: 21 junho 2014