Performatividades na região do Grande Caribe

Coordenadores: Anabelle Contreras Castro, Maruja García Padilla, Lillian Manzor, Vivian Martínez Tabares, Antonio Prieto Stambaugh e Gina Ulysse

 O Caribe é uma zona de delimitação geográfica problemática que inclui países como Cuba, Haiti e Porto Rico, mas também abarca regiões caribenhas do México, da América Central e do Sul, e até dos Estados Unidos. O Caribe é sobretudo um conceito cultural que expande-se para além dos limites fixados nos mapas. Compartilha traços históricos comuns e tem diversas formas de expressão cultural, ligadas a movimentos migratórios forçados e voluntários. Este grupo nasceu da necessidade de explorar a complexidade do Caribe, com a sua riqueza de tradições performativas, por meio de diversas metodologias teóricas, artísticas e de pesquisa.

Biografias

Anabelle Contreras Castro é professora na Escola de Artes Cênicas e coordenadora do Doutorado Interdisciplinar de Letras e Arte da América Central da Universidad Nacional de Costa Rica. Suas pesquisas têm sido desenvolvidas nas áreas de identidades na América Central, culturas juvenis, gênero, cultura popular e meios de comunicação.

Maruja García Padilla coordena o Programa de Estudos da Mulher e do Gênero da Universidad de Puerto Rico, onde ensina. Sua pesquisa aborda a representação visual, o gênero e o corpo, a arte efêmera e as novas formas artísticas. Atualmente, está trabalhando com a história e a documentação da performance e da dança/teatro experimental em Porto Rico.

Lillian Manzor é professora de Letras Modernas da University of Miami, diretora fundadora do Arquivo Digital de Teatro Cubano e curadora do Cuban Culture on the Edge, uma ponte cultural entre artistas da diáspora cubana e artistas em Cuba. Antologias críticas incluem Latinas on Stage e Teatro cubano actual.

Vivian Martínez Tabares é crítica, pesquisadora teatral, editora e professora. Licenciada em teatrologia e doutora em Ciências da Arte pelo Instituto Superior de Arte. É editora da revista Conjunto e diretora da Casa de las Américas e Mayo Teatral. Seu livro mais recente é Escena y tensión social.

Antonio Prieto-Stambaugh é professor titular da Faculdade de Teatro da Universidad Veracruzana, México. Tem um mestrado em Estudos da Performance da New York University e um Ph.D. em Estudos Latino-Americanos da Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM). Editor da revista Investigación teatral: Revista de artes escénicas y performatividad.

Gina Athena Ulysse está atualmente desenvolvendo sua meditação de vanguarda, VooDooDoll, What If Haiti Were a Woman, On ti Travay sou 21 Pwen. Ela é a autora de Downtown Ladies (Chicago 2008) e de Why Haiti Needs New Narratives. É professora adjunta de Antropologia da Wesleyan University.

Participantes

Camilla Stevens
Cristel M. Jusino Díaz
Emilia M. Durán-Almarza
Lawrence La Fountain-Stokes

FaLang translation system by Faboba