Julied Zapata Arias: Inversão performativa da injúria, manifesto descolonial do sul

Inversão performativa da injúria, manifesto descolonial do sul

O trabalho lida com as cadeias de significados implicados ao fato de ser uma mulher, de ser uma imigrante, de ser uma cadela, com o objetivo de visibilizar as marginalidades às quais pertenço e estou submetida em decorrência do território que habito.

Biografia

Julied Zapata Arias é uma artivista social chilena, baseada no México que assume a “arte” como uma forma de resistir e reexistir na “realidade”. Realizou trabalhos artístico-comunitários em vários países, como Peru, Guatemala, Espanha, Chile e México. Faz parte do coletivo artístico Ajo Confita’o. Atualmente está cursando mestrado em Artes Cênicas na Universidad Veracruzana.