Sono(dis)topias: como soam as abjeções, subversões e transgressões sociais?

Esta mesa redonda tem como objetivo discutir o papel do som nos processos de subversão, transgressão e marginalização social em diversos níveis. Em outras palavras, busca-se problematizar a relação entre os sons abjetos, subversivos e transgressores e os espaços sociais onde eles são produzidos e ouvidos, onde eles ecoam. Desde o grito do excluído até o silenciamento daquele que sai das margens da palavra legitimada, são muitos os problemas aos quais o conceito de sono(dis)topia pode referir-se. Tendo o ruído como um conceito chave para denotar as sonoridades estigmatizadas como “não relevantes”, esta mesa redonda propõe pôr de ponta cabeça as taxonomias colonialistas do audível, para escutar o que os “maus sons” têm a dizer sobre as estridentes complexidades do nosso mundo.

Biografias

Alexandra T. Vazquez é professora adjunta no Departamento de Estudos da Performance da New York University. Seus interesses pedagógicos e de pesquisa enfocam a música, os estudos latinos e latino-americanos nos E.U.A., a estética e a crítica caribenha, raça e etnia e a teoria feminista. O seu livro, Listening in Detail: Performances of Cuban Music (Ouvindo detalhadamente: performances de música cubana) (Duke University Press, 2013), ganhou o prêmio literário Lora Romero, da American Studies Association em 2014.

Fabiano Kueva é artista e curador, com projetos realizados em museus, espaços públicos e contextos comunitários. Tem vários discos, livros e artigos publicados. Ganhou o prêmio Radiodrama na 3a Bienal Latino-Americana de Rádio (México, 2000); o prêmio Paris na 9a Bienal Internacional de Cuenca (Equador, 2007); e o prêmio Nuevo Mariano Aguilera (Equador, 2015). Participou da Bienal de Havana (Cuba, 2009); da Bienal de Montevidéu (Uruguai, 2014); e da Bienal de Veneza (Itália, 2015). Foi agraciado com o Prince Claus Fund Grant em 2010. Kueva vive e trabalha no Equador.

Susana Gonzalez Aktories é Doutora em Filologia Hispânica pela Universidad Complutense de Madrid, Aktories é professora-pesquisadora da Faculdade de Filosofia e Letras da UNAM. Em sua faceta performativa, cabe mencionar seus estudos de música na SACM e sua participação no coro da Universität Hamburg. Já realizou, junto com o Laboratório de Literaturas Estendidas e Outras Materialidades (LLEOM), ativações e intervenções performáticas no MUAC (2014) e no Museo Universitario del Chopo (2015). É fundadora do conjunto vocal-experimental Bocabilidades (2018).

Susan Campos Fonseca é musicóloga e compositora, especialista em filosofia da cultura e tecnologia, estudos feministas descoloniais da arte eletrônica e da criação sonora. Tem diversos trabalhos publicados em prestigiosas revistas internacionais, vários livros coletivos e diversos reconhecimentos internacionais. É artista do selo discográfico novaiorquino Irreverence Group Music, professora da Escuela de Artes Musicales, coordenadora do Archivo Histórico Musical e pesquisadora do Instituto de Investigaciones en Artes – IIArte da Universidad de Costa Rica.

Jorge David García (Moderador) é um compositor e musicólogo mexicano e professor em tempo integral da Faculdade de Música da UNAM. Dentre os temas específicos sobre os quais gira atualmente o seu trabalho de pesquisa destacam-se a dimensão epistemológica da escuta, a relação entre a música e a política e a relação da arte com as novas tecnologias e com os movimentos sociais derivados do software livre e da internet. Mantém ainda uma frequente atividade como compositor e, como tal, já colaborou em diversos projetos de teatro, dança e cinema. Além disso, faz parte de diversos coletivos de pesquisa e improvisação sonora, dentre os quais destacam-se a Red de Estudios sobre Sonido y Escucha e o coletivo Armstrong Liberado.

FaLang translation system by Faboba