El estudio de Eugenia León (1994)

El estudio de Eugenia León (1994) HIDVL
Neste concerto de cabaré de Eugenia León, apresentado no Teatro Bar El Hábito, Alfred Hitchcock (personagem de Alejandro Calva) narra uma história de "Detetive Particular", um duelo de espertezas entre uma extraordinária diva/detetive mexicana (León) e seu arqui-inimigo, Jack "El Declamador" ("Jack, o Declamador", personagem de Jesusa Rodríguez). Ao cantar canções românticas bem conhecidas ("Envidia", "Perfidia", "Frenesí", "La tirana", "Lo mismo que usted", "Piel Canela" e "Quizá, quizá, quizá", entre outras), León tem que salvar 137 crianças seqüestradas da declamação fingida da poesia modernista latino-americana de Jack além de combater o pedido de apoio do vilão ao seu candidato às próximas eleições presidenciais mexicanas: Paco Stanley, um declamador popular mexicano. A fim de salvar a situação, León tem que resolver o mistério proposto pelo vilão: descobrir a identidade do suposto assassino de Marilyn Monroe (outra personagem de Rodríguez)... em 10 minutos! Com o auxílio de seus boleros e o estudo de "alguns documentos", a detetive conclui que Hitchcock é o assassino de Monroe e dá continuidade à sua prisão. Agradecida pela solução do mistério, Marilyn compartilha com Eugenia a sua técnica secreta de como conseguir o seu famoso "efeito do vestido branco flutuante"... Depois de resolver o enigma, León e Jack chocam-se num duelo mortal de espertezas até que a "Musa Inspiradora" (outra personagem de Calva) se intromete no caminho deles. Insultos improvisados, movimentos traiçoeiros, telefonemas do Palácio Presidencial, tudo contribui para a vitória de León e a fuga de Jack. A Musa escolhe ficar do lado da detetive e promete inspirá-la a cantar "como uma deusa", concluíndo com um concerto magnífico que inspirou um pedido de "bis" pela ávida platéia de Eugenia.

Media

Permanent URL: http://hdl.handle.net/2333.1/hqbzkh53
FaLang translation system by Faboba