Patience and Sarah (1987)

Patience and Sarah (1987) HIDVL
Desde 1981, a companhia Split Britches (fundada por Lois Weaver, Peggy Shaw e Deb Margolin) já escreveu e atuou em trio, dueto e solo assim como colaborou e atou com outros artistas. Descrevem seu trabalho da seguinte maneira: "Nosso trabalho está enraizado na cultura popular, mas posicionado contra ela. Conta com os momentos mais do que o texto, com a relação mais do que a história. Depende da surpresa da transformação mais do que da lógica da narrativa psicológica. Escarrancha a linha entre a performance e o teatro, explorando a teatralidade enquanto expõe o fingimento. É sobre uma comunidade dos que estão de fora do sistema, queers, excêntricos. É feminsta porque encoraja o potencial imaginativo de todos e lésbico porque tem a presença lésbica no palco como óbvio". Suas performances de vaudeville, satíricas e de troca de gênero já receberam numerosos prêmios, incluíndo o prêmio Jane Chamber e quatro prêmios Village Voice OBIE. Sua coletânea de textos "Split Britches Feminist Performance/Lesbian Practice" (Split Britches Performance Feminista/Prática Lésbica), editada por Sue Ellen Case, recebeu o prêmio para Drama 1997 Lambda Literary Award. Este vídeo documenta o show "Patience and Sarah", uma adaptação do romance de mesmo nome de Isabel Miller. A peça foi adaptada por Joyce Halliday e produzida no estilo da Companhia Split Britches.

Media

FaLang translation system by Faboba