Print this page

Faxes a Rumberta (2000)

Nesta documentação em vídeo de ‘Faxes a Rumberta’, Astrid Hadad traz o corpo feminino ao centro do palco. Através das suas canções e dos seus comentários, ela discute temas como as identidades de gênero, o autoritarismo político, o dogmatismo religioso, os sistemas feudalistas, a submissão feminina e o machismo. A performance de Hadad segue uma narrativa através da estória de Rumberta, que começa como uma inocente mulher provinciana que rompe com as tradições patriarcais e viaja sozinha para a Cidade do México, onde ela finalmente decide viver a sua vida como ela bem quiser. A alternância e a justaposição de discursos contraditórios são especialmente convincentes no seu corpo e na sua voz, já que ela interpreta tanto personagens masculinos quanto femininos. No final, o seu famoso bigode é uma ferramenta que sugere que o gênero nada mais é do que uma construção.

Media

Permanent URL: http://hdl.handle.net/2333.1/t76hdt18

Additional Info

  • Título: Faxes a Rumberta
  • Holdings: video (HIDVL)
  • Idioma: Spanish
  • Data da performance: 2003
  • Lugar: Performed in Mexico.
  • Type/Format: concert, cabaret
  • Cast/Performers: Astrid Hadad, protagonist ; Los Tarzanes, musicians.
  • Credits: Omar Ortiz, musical director.