Efectos personales (1975)

Dasha Blahova as Casalia Belprop Dasha Blahova as Casalia Belprop Debora Georg

Raznovich começou a escrever Efectos personales (Bens Pessoais) em 1975, de malas prontas e apartamento vazio, enquanto esperava para partir, sozinha, rumo a um local que ela não conhecia. Nada prepara alguém para o exílio. Casalia Belprop, o seu personagem, busca os seus bens pessoais em meio à bagagem não reclamada em algum local desconhecido: “Quando você faz uma viagem longa sem saber se vai retornar, você leva consigo tanta coisa ridícula. As coisas de que você realmente precisa, você deixa pra trás”. Elegante e cheia de presunção (“Os meus admiradores me chamam de Diva”), Casalia inicialmente parece meramente chateada pela inconveniência do deslocamento. Trouxe a bagagem de pele de crocodilo vermelha ou foi o conjunto vermelho, ou o branco, ou o violeta? Onde está o atendente? Pouco depois, a crescente sensação do exílio a desorienta, ela perde o sentido de lugar, de cor, de si mesma. Casalia não sabe se está indo ou vindo. Ela já chegou? Ou está ainda em trânsito? Onde? “Dia ou noite? Antes ou depois?” (Diana Taylor, Stages of Conflict: a critical anthology of Latin American theater and Performance, 261).

A obra Efectos personales foi censurada na Argentina e nunca foi apresentada lá, apesar de a proibição já ter sido revogada há muito tempo.

Não há documentação em vídeo desta trabalho.

Additional Info

  • Título: Efectos personales
  • Alternate Title: Personal Belongings
  • Holdings: photo gallery
  • Idioma: Spanish
  • Data da performance: 1984
  • Lugar: Performed as part of the International Theatre Festival in Sydney, Australia.
  • Cast/Performers: Dasha Blahova.
FaLang translation system by Faboba