Fim de partida (1986)

Nesta encenação da obra Endgame, de Beckett, a audiência tem que cruzar um longo túnel coberto com placas de zinco para chegar à desoladora imagem dos quatro personagens, fisicamente limitados e presos entre paredes de zinco, consumidos por relacionamentos de angústia e ressentimento. Há um pacto silencioso e desesperado entre eles, em que Hamm é o déspota que dá as ordens que Clov obedece, mas é Clov quem determina se o jogo continua ou não, uma vez que ele poderia ir embora a qualquer momento e então os outros morreriam. Toda a estória revolve em torno do medo de que ele possa ir embora; mas ele não vai, porque não há para onde ir. Mesmo no final, quando ele deixa de atender aos pedidos do cego Hamm, Clov permanece ao seu lado, inerte e em silêncio, com uma mala na mão. Tudo termina como começou, e nada acontece.

Media

Permanent URL: http://hdl.handle.net/2333.1/k98sf9ff

Additional Info

  • Título: Fim de partida
  • Alternate Title: Endgame
  • Holdings: photo gallery
  • Idioma: Portuguese
  • Data da performance: 1986
  • Lugar: Porto Alegre, Brazil
  • Type/Format: play, performance
  • Cast/Performers: Arlete Cunha, Maria Rosa, Sérgio Etchichury and Paulo Flores
  • Credits: Play by Samuel Beckett; Ói Nóis Aqui Traveiz, direction; Isabella Lacerda, sets and costumes; Zezinho Moura, lighting and soundtrack