A visita do presidenciável ou os morcegos estão comendo os abacates maduros (1984)

Esta peça, criada durante o movimento Diretas Já, que pleiteou eleições diretas no Brasil, é uma parábola do momento político que o país estava enfrentando. Ela conta a estória de um casal de velhinhos que tinha vivido na mesma casa durante os últimos vinte anos e de como a casa foi-se deteriorando dia após dia. O casal encorpora a classe média conservadora que apoiou o golpe militar de 1964, mas que, duas décadas depois, perdeu os seus privilégios e foi às ruas para lutar por Diretas Já. Entrelaçada com estórias paralelas – um casal que está sendo despejado, uma cena de tortura e o julgamento de um policial – a audiência vê a casa literalmente cair aos pedaços diante deles. Na cena final, quando o candidato à presidência chega, uma mão gigante aparece para lhe entregar a faixa presidencial e o prédio desmorona com estilhaços, vazamentos e poeira.

Additional Info

  • Título: A visita do presidenciável ou os morcegos estão comendo os abacates maduros
  • Alternate Title: The visit of the presidential candidate or the bats are eating the ripe avocados
  • Holdings: photo gallery
  • Idioma: Portuguese
  • Data da performance: 1984
  • Lugar: Porto Alegre, Brazil
  • Type/Format: play, performance
  • Cast/Performers: Arlete Cunha, Beatriz Britto, Eliana Quartiero, Gilmar Hermes, Horácio Borges, João Henrique Castilhos, and Paulo Flores Andréa Barth and Moira Stein
  • Credits: Play by Luis Francisco Rebello; Text fragments by Roberto Drumont; Ói Nóis Aqui Traveiz, direction, sets, and costumes; Júlio Zanotta, lighting; Jorge Gavillon, soundtrack; Banda Açúcar Branco e Banda Murruga, music; Marcia Lara, film; Fábio Vale, Isabella Lacerda, and Valdir Saches, puppets and banners