GENDER TALENTS Coleção Entrevista

GENDER TALENTS Coleção Entrevista

O GENDER TALENTS é um projeto baseado na rede dx artista Carlos Motta, que envolve movimentos e discursos pela auto-determinação do gênero dentro das comunidades trans e intersexuais internacionalmente. O GENDER TALENTS apresenta um arquivo online de retratos em vídeo de ativistas trans e intersexuais que ponderadamente representam o gênero como uma oportunidade pessoal, social e política, ao invés de uma condenação social. Com base em entrevistas aprofundadas conduzidas na Colômbia, Guatemala, Índia e Estados Unidos, os retratos expõem os modos como xs ativistas desafiam as “fundações” bioculturais da sociedade e questionam as normas de gênero a partir da perspectiva da sexualidade, da classe social, da raça, da etnia e da deficiência física. A obra documenta os modos como a sociedade condiciona e regulamenta os corpos e como xs ativistas de gênero constroem políticas de resistência e ação.

Carlos Motta é um artista multidisciplinar cuja obra baseia-se na história política, numa tentativa de criar contra-narrativas que reconhecem histórias, comunidades e identidades suprimidas. A obra de Mottatem já foi apresentada internacionalmente em locais como o Tate Modern, Londres; The New Museum, The Guggenheim Museum e MoMA/PS1 Contemporary Art Center, Nova Iorque; Institute of Contemporary Art, Filadélfia; Museo de Arte del Banco de la República, Bogotá; Museu Serralves, Porto; Museu d’Art Contemporani de Barcelona; Museu Nacional de Arte Contemporânea, Atenas; Castello di Rivoli,Turim; CCS Bard Hessel Museum of Art, Annandale-on-Hudson; San Francisco Art Institute; Hebbel am Ufer, Berlim; Witte de With, Roterdã; Sala de Arte Público Siqueiros, Cidade do México; e muitos outros espaços públicos, privados e independentes por todo o mundo. Motta ganhou o Prêmio Principal—Prêmio de Arte da Futura Geração do Pinchuk Art Centre, no Kiev (2014). Ele fez palestras e apresentações na School of the Art Institute of Chicago e Jeu de Paume, Paris em outubro de 2014. Ele fez ainda uma apresentação de abertura durante o simpósio sobre Ativismo Visual do San Francisco Museum of Modern Art em março de 2014. Juntamente com AA Bronson, Motta organizou, em novembro de 2013, o evento ritual de rituais queer no Witte de With, em Roterdã. Motta foi editor convidado da edição de abril de 2013 da revista e-flux, “(im)praticáveis (im)possibilidades”, sobre a arte e a cultura queer contemporâneas. Motta concluiu o Whitney Independent Study Program (2006), foi nomeado um Guggenheim Foundation Fellow (2008) e recebeu bolsas do Art Matters (2008), NYSCA (2010), Creative Capital Foundation e Kindle Project (2012). Ele faz parte do corpo docente da Parsons The New School of Design e The School of Visual Arts.

GENDER TALENTS Website

FaLang translation system by Faboba