Entrevista com Diana Taylor: O que é o Estudo da Performance? (2002)

Entrevista com Diana Taylor: O que é o Estudo da Performance? (2002) HIDVL

Entrevista com Diana Taylor, conduzida por Barbara Kirshenblatt-Gimblett. Esta entrevista é parte de uma série organizada pelo Instituto Hemisférico, articulada em torno da questão ‘O que é o Estudo da Performance?’ A série procura oferecer uma abordagem multifacetada à tarefa, muitas vezes difícil, de se definir as coordenadas tanto de um campo de estudo acadêmico quanto de uma lente através da qual se pode avaliar e documentar a prática cultural e o comportamento incorporado. As definições contingentes documentadas nesta série são baseadas nas experiências inovadoras e nos projetos acadêmicos de figuras renomadas no estudo e na prática da performance contemporânea.

Bibliografia

Diana Taylor é Professora no Departamento de Estudos da Performance e no Departamento de Espanhol da New York University e é também Diretora Fundadora do Instituto Hemisférico de Performance e Política. Ela é autora da obra Theatre of Crisis: Drama and Politics in Latin America (Kentucky University Press 1991), que ganhou o Prêmio de Melhor Livro, oferecido pelo New England Council on Latin American Studies e uma Menção Honrosa na Premiação Joe E. Callaway, na categoria de Melhor Livro de Drama. Ela também é autora de Disappearing Acts: Spectacles of Gender and Nationalism in Argentina’s ‘Dirty War’ (Duke University Press 1997) e The Archive and the Repertoire: Performing Cultural Memory in the Americas (Duke University Press 2003), que ganhou o Prêmio de Pesquisa ATHE, na categoria de Prática Teatral e Pedagogia, e o Prêmio Katherine Singer Kovacs, da Modern Language Association, na categoria de Melhor Livro sobre a Literatura e Cultura Latino-Americana e Espanhola (2004). Ela também é editora, juntamente com Sarah J. Townsend, de Stages of Conflict: A Critical Anthology of Latin American Theater and Performance (University of Michigan Press 2008) e co-editora de Holy Terrors: Latin American Women Perform (Duke University Press 2004), Defiant Acts/Actos Desafiantes: Four Plays by Diana Raznovich (Bucknell University Press 2002), Negotiating Performance in Latin/o America: Gender, Sexuality and Theatricality (Duke University Press 1994) e The Politics of Motherhood: Activists from Left to Right (UPNE 1997). A professora Taylor também editou cinco volumes de ensaios críticos sobre dramaturgos latino-americanos e espanhóis. Os seus artigos sobre a performance latino-americana já figuraram no The Drama Review, no Theatre Journal, no Performing Arts Journal, no Latin American Theatre Review, no Estreno, no Gestos, no Signs, no MLQ e em outras revistas acadêmicas. Ela já foi também convidada a participar de discussões sobre o papel das novas tecnologias nas artes e humanidades em importantes conferências e comissões nas Américas (como a Comissão ACLS sobre a Infraestrutura Cibernética). Em dezembro de 2010, a sua Palestra Inaugural de Docência Universitária na New York University, “Save As: The Archive in the Age of Digital Technologies” / Salvar Como: O Arquivo na Era das Tecnologias Digitais” discutiu o modo como as tecnologias influenciam tanto o comportamento de arquivamento quanto as práticas corporais.

 

 

Media

Permanent URL: http://hdl.handle.net/2333.1/70rxwdwg

Additional Info

  • Título: Interview with Diana Taylor: What is Performance Studies?
  • Data da performance: 2 Oct 2002
  • Lugar: New York, New York
  • Interviewee: Diana Taylor
  • Interviewer: Barbara Kirshenblatt-Gimblett
  • Duração: 00:10:50
  • Idioma: inglês