Diana Taylor Diretora e Fundadora

 Portrait

Diana Taylor é professora nos departamentos de Estudos da Performance e Espanhol & Português na NYU. Originalmente mexicana, foi educada no México, na França e nos Estados Unidos. Ela é autora dos premiados Theatre of Crisis: Drama and Politics in Latin America (1991) e Disappearing Acts: Spectacles of Gender and Nationalism in Argentina's 'Dirty War', publicado pela Duke U.P., em 1997. O livro O Arquivo e o Repertório: Performance e memória cultural nas Américas (Duke U.P., 2003) é recipiente do ATHE Research Award em Prática Teatral e Pedagogia e do prêmio de melhor livro da Modern Language Association Katherine Singer Kovacs, na categoria Latin American and Spanish Literatures and Culture (2004). O livro foi traduzido para português por Eliana Lourenço de Lima Reis, em Belo Horizonte, e publicado pela Universidade Federal de Minas Gerais em 2012. Também foi traduzido para espanhol por Anabelle Contreras, e publicado pela Ediciones Universidad Alberto Hurtado, em Santiago do Chile, em 2015. PERFORMANCE (Buenos Aires: Asuntos Impresos, 2012) reapareceu com uma versão revisada em inglês pela  Duke University Press em 2016. Acciones de memoria: Performance, historia, y trauma, foi publicado no Peru pelo Fondo Editorial de la Asamblea Nacional de Rectores (2012). Seu novo livro, ¡Presente! The Politics of Presence será lançado pela Duke U.P. em 2018, e em espanhol pela Ediciones Universidad Alberto Hurtado, em Santiago do Chile. Ela é a editora e co-editora de uma dezena de livros, incluindo diversos livros digitais como O que são os Estudos da Performance? (co-editado com Marcos Steuernagle) e Dancing with the Zapatistas (Duke U.P. 2016). Taylor recebeu diversas bolsas, incluindo a Guggenheim Fellowship em 2005 e a ACLS Digital Innovation Fellowship em 2013-14. Em 2017, ela serviu como presidente da Modern Language Association (MLA). Em 2018, Taylor entrou para a Academy of Arts and Sciences. Desde 1998, Taylor fundou e dirige o  Instituto Hemisférico de Performance e Política, uma rede de acadêmicos, artistas e ativistas que trabalham por justiça social através das Américas.