Diabos festivos nas Américas

Convocante: Paolo Vignolo

O grupo de pesquisa “Jogo, festa e poder”
O grupo de pesquisa “Jogo, festa e poder” se propõe explorar o âmbito do lúdico, do carnavalesco e do festivo nas Américas a partir da perspectiva dos estudos da performance, privilegiando uma aproximação histórica e comparativa do tema e estimulando o diálogo entre a arte, o academicismo e o ativismo político. Olhar o fenômeno lúdico e festivo a partir da performance implica desenvolver uma pesquisa para além do essencialismo folclórico ou do reducionismo economicista, para poder, desta forma, entender sua importância na construção das sociedades americanas e caribenhas. Neste sentido, o grupo de pesquisa está interessado em compreender como as representações e as práticas, temas e técnicas relacionadas ao jogo e à festa moldam constantemente as geografias de identidades, de gênero e de raça; transformam as memórias de diásporas e deslocamentos, re-escrevem narrativas históricas e apresentam as turbulências políticas, sociais e étnicas a partir de uma perspectiva diferente e inovadora.

O grupo de trabalho “Diabos festivos nas Américas”
No âmbito do sétimo Encontro do Instituto Hemisférico de Performance e Política, o grupo de pesquisa organiza um grupo de trabalho intitulado “Diabos festivos nas Américas”. O grupo de trabalho se propõe desenvolver os seguintes objetivos:

  • • Fazer um balanço de mais um ano de atividades artísticas, acadêmicas e políticas do grupo de pesquisa sobre este tema.
  • • Brindar a oportunidade de compartilhar e discutir propostas práticas e teóricas apresentadas por cada participante.
  • • Articular o tema dos diabos festivos em relação ao debate sobre os direitos culturais, patrimônio não material e material, exercícios de cidadania.
  • • Imaginar todas as novas iniciativas como grupo.

Formato
O grupo de trabalho, formado por máximo de 20 pessoas, se reunirá todos os dias do Encontro para compartilhar e discutir as propostas, experiências e iniciativas de cada participante. Cada sessão do grupo de trabalho terá uma duração de duas horas e será estruturada da seguinte maneira:

  • • Breve introdução do coordenador do grupo (10 minutos)
  • • Apresentação de 2 ou 3 trabalhos (15 minutos cada um)
  • • Discussão de cada um dos trabalhos por parte de um comentador (15 minutos)
  • • Perguntas, reflexões, críticas e comentários por parte dos participantes (50-65 minutos)

Pedidos de participação
As pessoas interessadas, por favor, devem enviar um resumo de seu trabalho, especificando o formato (ensaio, apresentação curta acadêmica, registro da performance, proposta artística, etc.). Não há nenhum tipo de restrição quanto ao tipo de proposta, sempre e quando tiverem seu enfoque ao tema proposto e que sua apresentação não passe de 15 minutos. Cada participante terá que apresentar seu próprio trabalho.

FaLang translation system by Faboba